A lucratividade de um negócio está intimamente ligada à relação RECEITA – (CUSTOS + DESPESAS). O potencial de resultado está ligado às perdas e as atividades que não agregam valor ao produto.

Diagrama 3G - Lucro e Receita

     A boa gestão dos gastos é primordial para garantir a sustentabilidade financeira de uma empresa.  Este é um tema que sempre foi incansavelmente discutido e abordado mundo afora, porém a Moura Fernandes propõe uma nova metodologia de levantamento e redução de gastos.

     A nossa estratégia está fundamentada na formação de equipes de trabalho com integrantes chave da empresa cliente, capacitação destas e acompanhamento ininterrupto por parte de nossos profissionais. Todos são treinados para promover um pente fino para apurar detalhadamente os potenciais de economia, com técnicas, ferramentas e compartilhamento de nossa experiência para encontrar oportunidades pensando “Fora da caixa”. É a metodologia dos 3G’s, ou Grupos de Gestão de Gastos.

     Esta metodologia denominada de 3G‘s – Grupo de Gestão de Gastos, tem como alicerce o conceito de que a cada ponto percentual que reduzimos nos custos, aumentamos a lucratividade em 20%. Ou seja:

A importância de se administrar os gastos:

“Se o seu lucro é de 5% tendo um custo de 95, ao reduzirmos este custo para 94 (redução de um ponto percentual), o lucro atingiria os 6%, o que daria um aumento de 20% na lucratividade do negócio! “

.
....Além dos benefícios da redução dos gastos, esta metodologia propicia diversos ganhos indiretos, tais como:

.

1. Sair do automático – questionar por que sempre. Nunca deixar que o cotidiano ou a famosa frase “sempre foi assim”, faça parte do dia-a-dia da empresa;

.
2. Cultura do Resultado – Criar um clima de que o resultado é obrigação de todos e não só dos dirigentes;

.
3. Métricas (SMART) – Criação de parâmentos para alertar alterações;

.
4. Oportunidade de Melhorias – As melhorias são oriundas da criatividade e do empenho das pessoas em querer resolver este ou aquele problema. O primeiro passo para isso, é saber enxergar os potenciais de melhorias, desta forma, há a necessidade de capacitar as pessoas envolvidas no processo, a enxergar os potenciais e depois é claro, mantê-las motivadas;

.
5. Trabalho em Equipe – Como esta ferramenta é baseada em formação de grupos de profissionais multidisciplinares (escolhidos para este trabalho), encontramos profissionais de várias áreas o que facilita o entendimento das dificuldades de cada um no processo vigente;

.
6. Orçamento – O clima vai estar todo voltado ao gerenciamento dos gastos o que facilitaria a implementação do orçamento empresarial;

.
7. Motivacional – Todos têm ideias de melhorias, mas poucas pessoas tem acesso à direção para poder apresentá-las. Com esta metodologia isto será possível e as pessoas não vão perder esta oportunidade;

.
8. Certezas – Certeza de redução dos gastos? Sim, porque ninguém quer na hora de apresentar os resultados de seu grupo, dizer que não tem proposta nenhuma. Ninguém vai querer ser “o incompetente”. Diante deste quadro, o resultado é garantido.

.
Historicamente, este trabalho gera de resultado ao em torno de 3% a 10% de redução dos gastos. Todavia, já houve empresas que conseguiram arrancar até 18% dos custos operacionais.

     ”O maior desperdício é fazer eficientemente aquilo que não é necessário”.

[+] Solicite Contato